Nmf1yabts0

Projeto de imigração aprovado pela Câmara

A Câmara aprovou dois projetos de lei de imigração que estabelecem um caminho para a cidadania para milhões de pessoas. Este projeto tem como objetivo restaurar a humanidade e os valores americanos ao sistema de imigração.

  1. O primeiro projeto de lei impactaria crianças trazidas ilegalmente para o país. Cerca de 2,5 milhões de pessoas que chegaram aos EUA como crianças se tornariam elegíveis para a cidadania. Este projeto de lei eventualmente permitiria que a maioria dos imigrantes indocumentados se tornassem cidadãos. Atualmente, cerca de 4.500 crianças estão sob custódia da Alfândega e Proteção de Fronteiras.

Na primeira semana da presidência de Joe Biden, seus esforços para reverter as rígidas políticas de imigração dos Estados Unidos do ex-presidente Donald Trump foram sucedidas. As novas políticas executivas mudam a política de tolerância zero de Trump, que resultou na separação de muitas famílias. Ativistas pelos direitos dos imigrantes insistiram que a administração de Biden permita que as famílias afetadas possam se reunir. Ele havia prometido impedir a maioria das deportações por 100 dias. Sobre Biden, mais crianças desacompanhadas estão sendo autorizadas a permanecer nos EUA.

2. O segundo projeto de lei é a Lei de Modernização da Força de Trabalho Agrícola. A nova lei forneceria um caminho para trabalhadores agrícolas posam atingir um status legal. Estima-se que pelo menos metade dos 2,4 milhões de trabalhadores rurais estão ilegalmente nos EUA. Por meio desse projeto de lei, os EUA fornecerão aos trabalhadores rurais importantes proteções de trabalho e direitos legais que eles nunca tiveram antes e que precisam desesperadamente hoje.

Os democratas apoiaram o projeto, e a maioria dos republicanos se opôs. Votos de pelo menos 10 republicanos do Senado são necessários para aprovar a legislação.

O acordo bipartidário de imigração é visto como uma das principais prioridades do governo Biden. Grupos de imigração e estados liderados pelos democratas lutaram no tribunal em casos relacionados às políticas de imigração dos Estados Unidos.

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply